Justiça do Trabalho determina que Sinthosp se abstenha de praticar atos de representação relacionados à categoria dos enfermeiros
Como é de conhecimento geral no Estado do Pará, a representação da categoria dos enfermeiros compete única e exclusivamente ao Senpa, defender de carta sindical válida e registrada no Ministério da Economia.

A despeito da inegável legitimidade do Senpa, após consultas no sistema do Ministério da Economia, verificou-se que o Sinthosp, sindicato geral atuante no Estado, estava firmando Acordos Coletivos incluindo em seu termos os enfermeios. As normas estipulavam, inclusive, piso salarial e desconto de contribuições sindicais.

Diante da evidente ilegalidade dos atos praticados pelo Sinthosp e pela violação ao princípio da unicidade sindical, o Senpa ajuizou ação com pedido de tutela inibitória, requerendo que fosse aplicada ao Sinthosp uma obrigação de não fazer, consistindo na abstenção da realização de quaisquer atos que envolvam a representação dos enfermeiros, sob pena da aplicação de multa.

Ao julgar a ação, o Juízo da 19ª Vara do Trabalho ao declarar procedente a ação, fundamentou que no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região, por meio de uma de suas turmas, já foi reconhecida a exclusividade da representação dos enfermeiros pelo Senpa.

Desse modo, o Juízo assim decidiu:

"ANTE O EXPOSTO, JULGO TOTALMENTE PROCEDENTE A AÇÃO CIVIL COLETIVA AJUIZADA PELO SINDICATO DOS ENFERMEIROS DO ESTADO DO PARÁ EM FACE DE SINDICATO DOS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM, TÉCNICO DUCHISTA, MASSAGISTA, EMPREGADOS EM HOSPITAIS E CASA DE SAÚDE DO ESTADO DO PARÁ - SINTHOSP, CONDENANDO O RÉU A SE ABSTER DE PRATICAR ATOS DE REPRESENTAÇÃO SINDICAL DOS ENFERMEIROS NO ESTADO DO PARÁ, CONSOANTE ARGUMENTOS EXPENDIDOS NA FUNDAMENTAÇÃO.

DEFIRO A TUTELA DE URGÊNCIA, DETERMINANDO A IMEDIATA EXPEDIÇÃO DE MANDADO PARA INTIMAR O SINDICATO DOS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM, TÉCNICO DUCHISTA, MASSAGISTA, EMPREGADOS EM HOSPITAIS E CASA DE SAÚDE DO ESTADO DO PARÁ ? SINTHOSP A SE ABSTER DE PRATICAR ATOS DE REPRESENTAÇÃO SINDICAL DOS ENFERMEIROS NO ESTADO DO PARÁ, A PARTIR DA INTIMAÇÃO DESTA DECISÃO, SOB PENA DE MULTA DE R$10.000,00 POR ATO PRATICADO DEPOIS DA INTIMAÇÃO."

Trata-se de mais uma vitória do senpa em prol da categoria, impedindo que um sindicato que não representa os enfermeiros possa impor normas à categoria. Sindicalize-se, juntos somos mais fortes!

Para maiores informações, entre em contato pelo telefone (91) 98890-0590 (WhatsApp da Presidente Antonia Trindade).

Conteúdos relacionados.

Agenda

SEDE ADMINISTRATIVA ESTADUAL

Rua Santo Antonio, 316 Edifício Américo Nicolau da Costa, sala 201/202, entre Avenida Presidente Vargas e Travessa 1º de Março - Bairro: Campina - CEP: 66010-105 - Belém - Pará

SEDE SOCIAL

Rodovia Augusto Meira Filho, 7020 - Km 05 PA 391 (Estrada de Mosqueiro) CEP: 68795-000 - Benevides - Pará

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DO SENPA

De segunda a quinta-feira das 08h as 17h30.
sexta-feira de 08h as 16h30.

CONTATOS E HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DO SENPA
DE SEGUNDA A QUINTA-FEIRA DAS 08H AS 17H (SEM INTERVALO)
SEXTA-FEIRA DE 08H AS 16H (SEM INTERVALO).
+55 (91) 98890.0590
Falar com a Presidente Antonia Trindade.
Dias uteis horário comercial
E-MAIL GERAL:
senpa@senpa.or.br
+ 55 (91) 98848.3707
juridico@senpa.org.br
fone (91) 3242.5224
+ 55 (91) 98855.3443
financeiro@senpa.org.br
fone/fax (91) 3242.5022